Tanto faz se é um Serviço ou Produto que eu vendo!

Pode parecer uma questão simples e sem importância, mas é a base de todo negócio, seja ele pequeno, médio ou grande.

A diferença entre Produto que é Tangível, palpável e Serviço que é Intangível, não é possível de ser pego com as mãos, é primordial para direcionar todo esforço da empresa na hora da venda!

Desde o atendimento a divulgação!

Seja para os clientes atuais ou os novos!

E muito mais…

O que torna essa questão tão importante?

Ora meu amigo!

Segundo Kotler (Considerado por muitos como o Pai do Marketing), o Mix de Marketing de Serviços tem 07 Pês. 03 Pês a mais que os 04 Pês (produto, preço, praça e promoção), do Mix de Marketing para Produtos.

Ou seja, se o “Pai” do marketing estabelece essa diferença, então é porque deve ser importante.

Veja abaixo quais são os 03 Pês a mais:

People (pessoas): todas as pessoas envolvidas direta ou indiretamente na produção e consumo de um serviço são parte importante.

Process (processos): os procedimentos, mecanismos e fluxo de atividades pelos quais um serviço é consumido são elementos essenciais da estratégia de marketing.

Physical Evidence (evidências físicas): o ambiente no qual o serviço é prestado, assim como materiais impressos e outros itens físicos, podem tornar palpável a promessa que um serviço representa.

Sendo assim, quando você tem um produto para vender, toda a atenção do cliente está voltada para o produto em si, suas características físicas percebíveis.

Como: tamanho, embalagem, cores, sabores, entre outras coisas e seu esforço deve se concentrar em descrever os benefícios, que aquele produto irá propiciar ao ser consumido.

No caso de um serviço, como cortar o cabelo ou encomendar uma pizza, por exemplo, a pessoa que irá providenciar o pedido, a forma (processo) que ela irá proceder e o que ela irá utilizar (evidências físicas) durante a execução do serviço são fundamentais e farão toda a diferença.

Pois, na verdade o cliente precisa sentir SEGURANÇA de receber pelo o que pagou e esses 03 aspectos fazem toda a diferença.

Não perca o próximo post! Deixe abaixo o seu e-mail para receber a #DICA seguinte e deixe também a sua opinião! clique aqui!

Minha fase Empreendedora!

Resolvi juntar neste post as minhas experiências como Empreendedor, independente de quando aconteceram ao longo da minha vida…

…precisava escrever todas elas num lugar só, para que os próximos posts sobre o que aprendi com isso tudo, fizessem sentido!

Não vou ficar aqui detalhando cada uma das tentativas de negócio, mas tive vários deles, desde Estúdio de Arte Final a Fábrica de Pizzas Congeladas, passando por  Agencia de Publicidade e Consultoria.

Se tive sucesso em algum desses Empreendimentos?

Na sua maioria… NÃO!

Com a Consultoria foi onde cheguei mais perto…   ganhei algum dinheiro e pude pagar minhas contas por um tempo……  como falei no post anterior.    

Muito diferente das outras vezes onde perdi o pouco dinheiro que tinha juntado e ainda ficava devendo!

Por que estou contando isso?

Porque foi assim que aprendi, a duras penas…

Que atalhos não existem…

Que a velha máxima “de que na hora, dá-se um jeito” não é suficiente…

Que os erros fazem parte do aprendizado, mas custam caro

Que não basta ter conhecimento teórico e não ter vivência de mercado…

Não basta ter pouco capital

Não basta confiar no “próprio taco” e achar que pode fazer tudo sozinho

Não adianta chamar amigos e parentes sem que sejam competentes….

Entre outras tantas coisas que aprendi também, me reciclando como Professor.

Principalmente, como simplificar a teoria, para poder aplica-la na prática com resultado.

Que o Marketing deve ser desmistificado, para ser usado por todo mundo, independente de seu tamanho de empresa e da sua capacidade de investimento.

Que o Marketing, pode e deve ser simples e direto, sem esse caráter misterioso e de “coisa” complicada.

E será justamente sobre isso, de como o uso do Marketing pode ajudar você a Empreender, que irei falar nos próximos posts, não perca!!

Semana que vem tem – Tanto faz se é um Serviço ou Produto que eu vendo? Caso não tenha lido o anterior, clique aqui!

De Assistente de Marketing a Gerente de Produto!

Destaco nessa história a Klabin Fabricadora de Papel e Celulose, não porque foi meu primeiro emprego ou estágio, mas sem dúvida foi a minha experiência profissional em Marketing, mais completa.

Não que Bradesco, Unibanco, DCI, Paginas Amarelas e outras empresas onde passei, tenham sido em vão para minha carreira profissional, longe disso!

Todas tiveram sua parcela de contribuição para formar o profissional de Marketing que sou hoje, mas de fato, foi no período que fiquei na Klabin que pude aplicar mais daquilo que havia aprendido na faculdade (ESPM) e ver o resultado na prática.

O quadro abaixo é um exemplo disso, demonstro para você, o que aconteceu com as vendas após as ações de Marketing que foram feitas entre 1994 e 1996, de acordo com os planos elaborados.

A ideia era aumentar a diferença de vendas e de participação no mercado entre as marcas de toalhas de papel, fazendo da Chiffon a marca líder, se distanciando da marca Gourmet.

Além de ter sido o maior tempo que fiquei em uma empresa, entre 1991 e 1998, com promoções de cargo, começando como Assistente e saindo como Gerente de Produto…

Marcou minha vida no lado pessoal também, pois foi neste período que minha esposa faleceu e fiquei viúvo com  03 filhos pequenos.

Na época estava cursando MBA em Marketing na USP e com ideia de ir para os Estados Unidos da América, o berço do Marketing, e ficar por lá.

Ir embora para os EUA de vez, não deu, mas apesar do ocorrido, tenho orgulho em dizer que consegui concluir o meu MBA.

E meus filhos? Estão crescidos e bem, obrigado! Sou até vovô, mas essa é outra história…

Não perca a continuação dessa história, deixe abaixo o seu e-mail para receber o próximo post – De Consultor de Marketing a Professor da ETEC! – e diga também a sua opinião! Caso não tenha lido o anterior, clique aqui!

Como Turbinar o Seu Negócio!

A Revista Exame preparou uma matéria com 30 dicas para você usar no seu negócio e melhorar os seus resultados!

Eu não podia deixar de compartilhar esse material com você e nem de mencionar que a #Dica de número 13 é a minha preferida, por tratar de algo que acredito também e apesar do número, não tem nada a ver com sorte ou azar…rs.

Confira no link abaixo e bons negócios!!

30 dicas para revolucionar seu negócio em 1 mês